A VINHA DE NABOTE - PARA EBD


Texto Básico: 1Rs 21:1-16

- Nabote é um nome de origem árabe. Significa “rebento”, “fruto” ou “frutífero”.
- Esse nome aparece 22 vezes na Bíblia, em 18 versículos diferentes.
- Acabe, nome de origem hebraica e significa “irmão do pai”, portanto, “tio”!

Pontos Salientes:

1. Nabote tinha firmeza de propósitos:
Ele recusa uma proposta aparentemente vantajosa. Conforme lhe afirmou Acabe, ele poderia receber uma vinha melhor (1Rs 21:2).

2. Nabote não se deixou contaminar:
Nabote morava ao lado do palácio de Acabe. Como muitos, poderia ter-se deixado influenciar, mas não o fez! (cf. Lv 20:7,8; Rm 12:2).

3. Ele sabia identificar uma armadilha de Satanás:
Nabote demonstra maturidade e discernimento na proposta do “tio”, que pretendia transformar sua vinha emhorta (1Rs 21:2). Essa vinha representa nossa herança espiritual (Rm 8:17) e nosso direito à primogenitura (Rm 8:29).

4. Nabote sabia de sua condição de mordomo:
Diferente de muitos, Nabote tinha convicção de sua condição de mordomo, de administrador das coisas do Senhor. É bom que nos lembremos de Esaú (Gn 25:27-34).

5. Nabote demonstrava intrepidez e firmeza:
Nabote sabia que rejeitar a proposta do rei implicava em risco. Sabia que era melhor obedecer a Deus que aos homens (1Rs 21:3b; cf. At 5:29b).

6. Nabote se recusa a pactuar com o Diabo:

Nabote revela não aceitar pactuar com Satanás (1Rs 21:6). Acabe pretendia transformar a vinha, no hebraico,kerem (plantação de uvas, cultura permanente, com duração média de 20 anos) em uma horta yerek (variedade de culturas, cultura temporária, de curta duração). Fujamos dos tentáculos do sincretismo e do relativismo! Vejamos, ainda, Pv 24:30,31.


7. Ele conhecia a Palavra de Deus:
Na sua atitude e postura, Nabote demonstra que conhecia a Palavra de Deus. Ele sabia de preceitos como os constantes de Lv 25:23-28 e Nm 36:7-9.

8. Nabote revela uma profunda visão de família:
Nabote demonstra ser conhecedor do projeto do Senhor para a família. Ele nos ensina que vale a pena morrer por esse projeto divino!

9. Nabote confiava na justiça divina:
Nabote recebe a morte como premiação de sua fidelidade. No entanto, ele sabia que a justiça divina jamais falha: a) 1Rs 21:17-29; 2) 1Rs 22:37-38; 3) 2Rs 9:24; 4) 2Rs 9:33; e 5) 2Rs 10:1-11. Não apenas Nabote, mas seus filhos também morrem (2Rs 9:26).

Que possamos imitar estes exemplos da vida desse homem de Deus!



Um comentário: